22/02/2014

Dear Abbie: capítulo 10


Abbie P.O.V
Depois de muitos faróis vermelhos e pessoas dirigindo que nem tartaguras, conseguimos finalmente chegar ao tal barzinho.
O lugar era novo, bem arrumado. Não era um típico bar, com mesas de sinucas com caras bêbados jogando e fumando. Na verdade, esses típicos bares parecem aqueles bares que aparecem em filmes de deserto, em que só aparecem caminhoneiros e motoqueiros sem destino por lá, todos gordos e com barbas grandes.
Mas não, o lugar em que estávamos parecia apenas um lugar onde pessoas jovens se encontram e bebem. Nada desagradável e asqueroso.
-E ae, maninha. Eu ia falar que você tá gata, mas do jeito convencida que você é...
-Hey, brother. E cala a boca, eu sei que to gata, não preciso de você pra me dizer isso. -rimos.- Você sabe que é brincadeira. Mas bem, eu não sou convencida.
-Tá bom, se você diz. -ele respondeu com um tom de disconfiança.- Uau, Kams. Tá linda. -ele deu um beijo na bochecha dela.
-Sério que eu vou ter que ver você flertando com a minha amiga?
-Eu já disse, Abbie. Isso é porque você tá sozinha.
-Cala a boca, Austin.
-Austin, sei um jeitinho de deixar ela mais à vontade. -arqueei uma sobrancelha para ela- Vamos chamar o Justin. -revirei os olhos.
-Me poupe, ok? Eu sei que vocês dois só se comem porque estão na seca e estão solteiros.
-E isso é errado? Não que eu saiba.
-Isso é nojento, Austin. Eu quero beber alguma coisa, vem comigo, Kams?
-Tudo bem.
Andamos no meio de todas aquelas pessoas conversando, beijando, dançando e outras coisas que não estou permitida a falar. Chegamos até o bar.
-O que as senhoritas desejam? -o barman perguntou assim que nos sentamos nas cadeiras em frente ao balcão.
-Eu quero vodca com energético e um shot de tequila. -eu disse.
-Uma dose de whisky e um energético. -Kams fez seu pedido. O barman saiu. - Abbie, sem implicância, mas que tal você me falar sobre o que você sente em relação ao Justin? Eu sou sua melhor amiga, você pode confiar em mim.
-Kams, eu não sinto nada. Eu gosto dele, ele é uma boa pessoa. Mas desse jeito que você acha que eu to sentindo ou quer que eu sinta, eu não me sinto.
-E o que rola entre vocês?
-Amizade, sabe? Mas pelo meu lado, vou ser sincera. Eu tenho uma pequena atração por ele.
-Sei, pequena.
-Minúscula.
O barman chegou com os nossos pedidos e virei meu shot de tequila e deixei o copinho ali. Peguei meu copo de vodca com energético e esperei Kams terminar seu copo de whisky.
Ela pegou seu energético e fomos até onde o Austin estava. Ficamos conversando um pouco e rindo. Eramos três quase bêbados rindo como idiotas, e não, não era o efeito da bebida.
-Uh, olha quem tá ali.
Kams apontou para a direção da entrada e Justin e um loiro estavam entrando. Ele olhou pra mim e sorriu. Sorri de volta e ele veio até mim.
-Tá me seguindo, Bieber?
-Como você descobriu? -rimos e ele deu um beijo em minha bochecha.- Esse é o Ryan. -ele apontou para o amigo loiro.
-Oi, Ryan. -Kams, Austin e eu dissemos em coro.
-Oi.
-Ryan, esses são Abbie, Kams e Austin. -ele apontou para cada um de nós.
Começou a tocar Memories, do David Guetta com o Kid Cudi.
-EU AMO ESSA MÚSICA CARALHO. VEM DANÇAR COMIGO, RYAN. -Kams gritou para o bar inteiro ouvir e puxou ele pelo braço, que ria enquanto seguia a doida.
Justin se sentou onde Kams estava sentada, ao meu lado.
-Caralho, que gata. -Austin disse assim que viu uma morena dançando.- Vou atrás que essa eu vou apresentar pra nossa mãe. -ele piscou pra mim e foi até a garota.
-Tenho dó dela. -eu e Justin rimos.
Justin e eu conversamos um pouco, mas começou a tocar Sexy Bitch, do David Guetta com o Akon. E eu não aguentei.
-MINHA MÚSICA, PORRA. -disse e fui pro meio da pista de dança.
Justin foi atrás de mim e começou a dançar comigo.
Olhamos para o lado e vimos Kams e Ryan dando altos pegas. Rimos e continuamos a dançar. A música acabou e fomos até o bar pegar mais bebidas. Ficamos ali perto do bar mesmo, encostados no balcão, enquanto olhávamos para a pista de dança.
Estava todo mundo se pegando. Lésbicas, gays e héteros. Sem excessões, todo mundo se pegando.
Comecei a rir da cena. Porra, eu estava com um homem gostoso do meu lado. Todo mundo estava se beijando -quase se comendo- e estávamos ali, parados olhando.
Me virei para ele e esperei ele fazer alguma coisa. O que não demorou. Justin colocou uma mão na minha cintura, aproximando mais nossos corpos, e a outra mão no meu rosto, fazendo um carinho de leve na minha bochecha.
Ele colou nossos lábios gentilmente. Passei a língua por seu lábio inferior e ele entreabriu sua boca, dando espaço para um beijo de língua.
Passei os braços por seu pescoço e colei ainda mais nossos corpos, dando cada vez mais intensidade ao beijo.
Justin mordia meu lábio inferior, me beijando lentamente.
Nos separamos por falta de ar e colamos nossas testas.
Eu tentava recuperar meu fôlego e ele fazia o mesmo. Soltei uma risadinha e ele riu junto comigo. É possível uma pessoa beijar melhor que Justin Bieber?


ooi cadelas :v Carol here o/
enfim, demorei msm, desculpa. Vcs morreram ou oq? Vcs estão sumindo do blog D:
mas ta, lembram q eu disse q a Lucy Hale ta no jogo de basquete e taals, então... vejam uma foto da minha abiguinha Lucy:
gataaan *________*
sério gente, babei.
MAS TA
CONTINUA?
+5 COMMENTS!!!!
-CAROL.

4 comentários:

  1. Awnnt Carol! Amei, amei!
    Continua rápidão? Brigada, de nada! Kkk Ainn sua sortuda! Continua! *-*

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH FINALMENTE ELES SE BEIJARAM! :))) AAAAAAAAAH CONTINUA PELO BIEBER AMADO!

    ResponderExcluir