03/09/2013

She will be loved *-* Cap. 8

Você é especial, uma original
Porque não parece assim tão simples
E eu não posso deixar olhar, porque
Vejo a verdade em algum lugar nos seus olhos
Nunca poderei mudar sem você
Você me reflete, amo isso em você
E, se eu pudesse, eu
Olharia para nós o tempo todo
Mirrors- Justin Timberlake

Revirei os olhos e ele tocou no meu ombro, arrepiei e ele percebeu. Acho que ele se sentiu culpado, pois tirou a mão rapidamente e ficou olhando pros lados, a nossa vergonha era tanta que eu não sabia mais se olhava pra frente ou se saía de lá....

Ficamos um tempo assim, mas alguém o chamou e ele saiu sem dizer um 'tchau' ou um contato visual que seja, me senti meio incomodada com isso, não sei por quê, talvez seja porque eu esteja gostando dele e isso me mata por dentro

Decido ir andar um pouco, no caminho encontro Lara, digamos que ela estava bêbada, mas eu ajudei a sentar no sofá e ficou tudo bem, eu acho. Nunca coloquei uma gotinha que seja de álcool na boca, graças a Deus.

Passo pelas pessoas e vejo Justin de longe dançando com Mary. Era uma música lenta e eu estava parada feito boba vendo eles, aquilo me entristeceu, mas eu não gosto dele.

Não que os cabelos dele sejam perfeitamente moldados por anjos, ou aquele olhar intimidador dele não me fazia derreter ou até aquela boca e aquela voz me deixassem extremamente boba, mas eu não gosto dele... Talvez seja apenas, atração? Ou será que eu estou mesmo afim dele?

Ai, eu não posso!!! Como assim? Por que ele? Por que não outra pessoa? Ele não gosta de mim, ele pode até conversar comigo, mas é o tédio que faz isso... Eu queria ler os pensamentos das pessoas, mas isso não é possível ainda... 

XxXx: O que voccccccccce tá fazzzzzendo? -disse Lara ''meio'' bêbada
Eu: Lara, vai dormir, você precisa -peguei em seus braços, tentando deixá-la em pé
Lara: Esssstou beeeem ta? - fez uma careta e cambaleou
Eu: -bufei- Vem aqui

Saí puxando ela pela festa toda, até encontrar Jack, ela não parava de reclamar, isso já estava me cansando, sério!

Eu: Jack me ajuda -levantei o braço dela, pra ele entender o recado
Jack: Vish, vem cá -pegou na minha cintura e no braço dela

De primeira eu desconfiei dele estar se aproveitando de mim, mas isso nunca iria acontecer, nunca mesmo, afinal ele é tudo isso e eu... Bem, eu sou eu né

Jack: Pronto! -Jack a colocou na cama dela- Agora ela vai dormir a noite toda e vai acordar totalmente acabada
Eu: -soltei uma risadinha- Ela bebeu demais mesmo
Jack: E você -se sentou na cama- Não bebeu também?
Eu: Não bebo... -me sentei também- Não acho certo
Jack: -riu ironicamente- Ta de brincadeira né?
Eu: Não -disse indiferente- Eu não bebo e acho errado. Me julgue -dei de ombros
Jack: Bobinha -fitou meus olhos

A situação estava feia, bem como estava lá em baixo comigo e Justin, ao lembrar disso eu abaixei a cabeça, não posso gostar dele, não posso, não posso, não posso....

Jack: Ta tudo bem? 
Eu: Claro -sorri- Vamos descer?
Jack: Vamos -riu e se levantou e me deu a mão

Eu sorri em agradecimento e ele desceu as escadas de mãos dadas comigo, achei aquilo muito fofo, afinal isso nunca aconteceu comigo antes então eu aproveitei. Enquanto eu descia a música ficava mais alta, isso me incomodou um pouco, -mas eu pude ver que Justin olhava Jack com luxuria, sabe... Gostei disso

Jack: Tá afim de dançar?
Eu: E-eu não sei dançar -falei baixo e desviei o olhar com vergonha
Jack: Ei -pegou meu queixo e fez nossos olhos entrarem em contato- eu ensino. Todo mundo sabe dançar -sorriu
Eu: Eu não sou todo mundo
Jack: VEM LOGO -me puxou e eu entrei no meio daquelas pessoas

Ele começou a fazer uns movimentos e eu acompanhei ele, mas ele começou a rir, acho que eu realmente não tenho jeito pra dança

Jack: O que você tá fazendo? -riu
Eu: Dançando ué 
Jack: Isso não é dançar -riu muito
Eu: Eu disse que não tenho jeito -cruzei os braços
Jack: Ei, anda, me da a mão -pegou meus braços

Nesse exato momento começou a tocar uma música lenta, eu ri quando ele tentava me ensinar a dançar, mas era fato, eu não conseguia

Se passou um tempo e eu peguei o jeito, é nós estávamos indo até bem...

Jack: Isso, até que enfim
Eu: Imbecil -dei um peteleco nele
Jack: Sou um bom professor -sorriu

Eu apenas revirei os olhos e ele parou de dançar, pegou meus braços e delicadamente os colocou em seus ombros, depois acariciou meu rosto, eu sabia o que ele ia fazer depois, eu estava tão nervosa

Faz anos que eu não beijo... Assim, e isso me causa tanta nervosidade, eu não sabia o que fazer estava apavorada por dentro, mas a boca dele já se aproximava e aconteceu.

Ele me deu um selinho bem demorado, ele afundou os lábios dele nos meus e começou a abrir a boca, eu só deixei levar, deixei sua língua invadir a minha boca e assim foi...

Depois que nos separamos ele sorriu e eu retribuí meio envergonhada 

Jack: Foi mal... Foi impulso -coçou a nuca
Eu: Ei -sorri- Eu retribuí certo? -ele assentiu- Então. Isso quer dizer que eu gostei -disse tímida
Jack: Lara vai me matar, ela disse pra eu não pegar você
Eu: Por que?
Jack: Porque ela não quer ter sobrinhos pra cuidar e ela sabe que você é muito bonita

Eu balancei a cabeça negativamente sorrindo, ele era bem legal, eu estava elétrica por dentro, resolvo beber algo e saio de perto dele, me dirijo a geladeira, afinal acabou toda a água da mesa de comida 

Quando eu encho meu copo de água fecho a porta e Justin aparece magicamente atras dela, dou um pulo de susto e deixo pingar um pouco de água

Eu: Menino, que susto!
Justin: Vejo que sabe dançar bem hein
Eu: Ah você viu? -ri me lembrando da cena- Mas Jack me ensinou depois
Justin: É, percebi bem isso... Você deve ter gostado
Eu: Gostei sim, eu aprendi a dançar
Justin: É... E também a beijar né -sussurrou, but eu escutei
Eu: Tá tudo bem?
Justin: Sim, claro. Por que não estaria? -saiu de perto de mim

Menino estranho, se eu o conhecesse bem mesmo diria que estava com uma pontinha de ciúmes, mas deve ser impressão, ele não teria ciúmes de mim, não mesmo.

Andei mais um pouco e não encontrei mais Jack, então fui no cantinho em que encontrei Justin no começo da festa, e lá estava ele, sentado com os cotovelos no joelho e as mãos tapando o rosto

Fiquei com um pouco de dó, não sei por que ele estava assim, mas mesmo assim eu senti dó, sentei do lado dele e estendi a minha mão pra fazer carinho em suas costas, mas parei, e pensei que não seria uma boa...

Mesmo assim eu passei a mão e ele se despertou e me olhou, o olhar dele era bem cansado e eu sorri quando ele me viu, e ele apenas olhou pra frente e pressionou a mandíbula

Justin: Ta fazendo o que aqui?
Eu: Não sou a única que gosta de lugares afastados. Ta tudo bem?
Justin: Só to cansado
Eu: Hm.. '' Quando estava com a piranha da Mary não estava né seu idiota'' -pensei
Justin: Ta cansada não? 
Eu: Não
Justin: Hm... Vi você e o irmão da Lara de pegando
Eu: Ah, viu? -corei
Justin: Não precisa ficar com vergonha
Eu: Não to com vergonha 
Justin: Ta sim, toda vermelhinha, parecendo um tomate -começou a rir
Eu: Idiota -dei um peteleco nele
Justin: Mas agora é serio, o que ta rolando entre vocês?
Eu: Nada... Ele só me beijou por impulso e eu... Bem... Retribuí
Justin: Impulso... Sei -revirou os olhos
Eu: Mas é... Ai Bieber, larga de ciúmes
Justin: Eu não tenho ciúmes de você
Eu: Uai, então para de demonstrar que tem
Justin: Eu não demonstro. Por que eu teria ciúmes de uma ninguém feito você?
Eu: Não sei né -senti um aperto dentro de mim- Realmente não sei

Eu saí de perto dele muito machucada por dentro, aquelas palavra despedaçaram meu eu interior, ele nem se deu conta de vir atras de mim, eu acho, afinal eu nem prestei atenção em nada depois daquilo

Justin: ALEXYS PARA!
Eu: Hã? -me virei
Justin: Eu disse aquilo sem pensar, você não é uma ninguém, você é maravilhosa- sorri com aquilo
Eu: Mas você disse... - me interrompeu
Justin: Eu sei o que eu disse, mas é que foi, sei lá, eu não sei o que deu em mim. Alexys, você é uma pessoa maravilhosa e eu não queria te magoar
Eu: Por que veio atras de mim?
Justin: Eu... Eu não sei, acho que eu só fiz

Assenti devagar e dei meia volta, liguei pra algum táxi e disseram que estavam vindo me buscar, eu ainda estava magoada, mas confesso que Justin me chamar de maravilhosa só melhorou a minha noite

Justin: Ta chateada né?
Eu: Não -disse fria sem olhar pra ele
Justin: Eu pedi desculpas já
Eu: Eu sei ta? -me virei pra ele- É só que... Eu sei que eu era toda excluída, tímida, eu ainda sou, mas cara, eu mudei minhas roupas, mas não a personalidade
Justin: Eu sei...
Eu: E além do mais, eu ainda lembro do que eu sofria, e te garanto que se alguém me insultar eu vou sofrer como antes, porque eu não esqueci. Justin, eu não esqueci -disse olhando bem fundo nos olhos dele
Justin: Eu sinto muito
Eu: Eu também!

Escutei umas buzinas e fui em direção ao táxi, dei uma última olhada pra trás e Justin estava parado me olhando partir, sinto que vivo uma história de amor, mas é como dizem, tudo que é bom uma hora acaba =/

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Hey pessouas! 
Postei mais um capítulo pq eu sou diwa -NÃO- e vocês me amam NÃO. Enfim, ta aí pra vcs mais um, espero que tenham gostado, mesmo! Comentem pra mim por favor, e eu sei que esse capitulo ficou viajado demais, sabe... Tipo, muito certinho, não sei explicar! Ficou muito ''tudo dando certo'' não pareceu a realidade,pq eu quero que se pareça o máximo com a realidade
Expressem as suas opiniões aí e é isso! VALEU!
XOXO

-Gih












4 comentários:

  1. Owwnt eu ameeeei ♥ Please continua loogo linda

    ResponderExcluir
  2. Ai meu deus que capitulo perfeito puta que la merda kkkkk continua logo menina tipo agorinha

    ResponderExcluir
  3. Que perfeição, continua!

    ResponderExcluir